sábado, 21 maio, 2022
Mais

    No dia Internacional da parteira curta-metragem Áurea é exibido no Vale do Capão

    ConteúdoNo dia Internacional da parteira curta-metragem Áurea é exibido no Vale do...

    No dia Internacional da parteira curta-metragem Áurea é exibido no Vale do Capão

    O curta-metragem Áurea, com 13 minutos, terá a sua primeira exibição pública no Coreto do Vale do Capão, pelo Cine Caeté, no dia 05 de maio, às 19 horas, no Dia Internacional da Parteira, data criada pela Organização Mundial da Saúde em 1991, com o objetivo de homenagear o trabalho das parteiras e enfermeiras da saúde materna. Segundo o Fundo da População das Nações Unidas as parteiras treinadas oferecem cuidados para milhões de mulheres e recém-nascidos de baixo risco pelo mundo, antes, durante e após o parto. Se o preconceito não fosse tão grande, as parteiras poderiam ajudar a salvar mais de 200 mil vidas maternas por ano, além de evitar 3 milhões de mortes de crianças antes de 4 semanas.

    O documentário foi lançado há um ano, exatamente nessa mesma data, de forma online, por conta da Covid19, no site da TV Uneb de Seabra, e só agora será exibido para a comunidade do Vale do Capão, essa será também a primeira sessão do Cine Caeté, cineclube do Capão, que existe há mais de 10 anos, “após a pandemia”. A exibição contará com a participação dos protagonistas e terá um debate depois da sessão. “Mostrar o filme no coreto dentro do Cine Caeté, com a equipe presente, com Dona Áurea e Dr. Áureo e toda a comunidade é um sonho que teve que ser adiado por conta da pandemia, mas que agora será realizado” explica Hewelin Fernandes diretora do filme, que mora no Vale do Capão há 04 anos.   

    Desde que foi lançado, o curta participou de inúmeros festivais, Prêmio de Melhor Curta Nacional – Festival de Cinema Alter do Chão 2021; Prêmio de Melhor Documentário – Festival de Cinema de Muriaé 2021; Menção Honrosa – Festival Cine PE 2021; Mostra OroCine – 2022, 5º FECSTA – Festival de Cinema de Santa Teresa, Latino & Native American Film Festival 2022, Seleção Oficial Planeta.Doc 2021; Seleção Oficial Mostra Curta o Gênero 2021; Seleção Oficial Mostra Curta Niterói 2021; Seleção Oficial Rural Afinity Festival Andalucia 2021; Seleção Oficial Multicultural Film Festival Toronto 2021.       

    O filme mostra o encontro da parteira Áurea e o médico Áureo, que juntos fizeram mais de 100 partos domiciliares na comunidade do Vale do Capão, distrito de Palmeiras, Chapada Diamantina, Bahia. O encontro reúne duas sabedorias que se fundem, o conhecimento tradicional de Dona Áurea com o pensamento científico de Dr. Áureo.

    Áurea e Áureo – a parteira Áurea Oliveira dos Santos, de 94 anos, nasceu no Vale do Capão, ela aprendeu a arte de partejar com as vizinhas e amigas. “Pra mim, ser parteira é um dom” afirma Dona Áurea, que não sabe quantas crianças vieram ao mundo amparadas pelas suas mãos. Agora ela já não faz mais partos por conta da idade, mas é muito reconhecida na Vila, tem até rua com o seu nome. Áureo Augusto de Azevedo, de 68 anos, também não faz mais partos. Ele nasceu em Salvador, se formou na Faculdade de Medicina da UFBA, se mudou para o Vale do Capão na década de 1980, e é reconhecido pela comunidade como parteira, no gênero feminino. “Quando cheguei eu era o único médico e elas nunca tinham visto uma parteira homem”conta Áureo que em 2017 recebeu do Ministério da Saúde o título de Comendador da Ordem do Mérito.

    O Parto no Vale do Capão – O obstetra françês Frédérick Leboyer diz que “o parto no meio rural é um elemento simbólico, carregado de significados da tradição cultural dos povos tradicionais, que vem sendo ressignificados e reinventados pelas parteiras na relação estabelecida entre cultura e natureza”. Essa afirmação de Leboyer também corresponde ao que é vivido aqui no Vale do Capão. Um lugar que tem as parteiras como um símbolo do seu povo. Colocar num mesmo espaço, no caso do filme, a sabedoria tradicional das parteiras com o conhecimento científico é mostrar também que a vila é um território de nascimento protegido pelos saberes das parteiras e o uso racional da tecnologia, amplamente voltada aos interesses da mulher e sua família. Hoje, no Vale do Capão, 90% dos partos são realizados em casa, segundo dados da Secretária de Saúde de Palmeiras.

    Esse projeto foi contemplado pelo Edital Setorial de Audiovisual de 2019, e tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda, Fundação Cultural do Estado da Bahia e Secretaria de Cultura da Bahia.

    Serviço:

    O quê: estreia do curta-metragem Áurea

    Quando: 05 de maio

    Horário:  19hs

    Onde: Coreto do Vale do Capão

    Realização: Campo Criativo e Cine Caeté

    close

    Olá! 👋
    Não perca nosso conteúdo!

    Inscreva-se para receber quinzenalmente notícias e artigos do Portal Vale do Capão no seu email.

    Não enviamos spam! Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.

    Portal Vale do Capão
    Portal Vale do Capão
    A vitrine virtual do Vale do Capão! Apoie o Portal fazendo uma doação de qualquer valor via PIX. Chave (CNPJ): 43518009000100
    - anúncio patrocinado -
    - anúncio patrocinado -
    Morro Branco_banner
    Um lugar para estar...
    Morro Branco_banner
    Um lugar para amar...
    Morro Branco_banner
    Um lugar para acreditar...

    Relacionado

    Ninha recebe prêmio Braskem de revelação do teatro baiano por sua atuação no espetáculo “O salto”

    A aramista, performer e atriz Ninha Almeida, do Vale do Capão, Chapada Diamantina, participou da premiação do 28º Prêmio Braskem de Teatro, no Castro Alves em Salvador, que homenageou o centenário do dramaturgo Dias Gomes.

    Lançamento de novo álbum “The Sun is Rising” da artista francesa residente na Chapada Diamantina

    Djeliah é uma cantora e compositora cosmopolita inspirada pela música de raiz africana: soul, jazz, reggae, que ela combina com sutis batidas e efeitos eletrônicos. Seu primeiro álbum chamado Beauty, conta a jornada de despertar espiritual dela.

    Vale do Capão ganha Festival Gastronômico que une culinária local, economia criativa e turismo de experiência

    A culinária, em diálogo com a economia criativa e o turismo, é celebrada com a realização do "Vale dos Sabores - Festival Gastronômico do Capão". A experiência gastronômica acontecerá entre os dias 26 e 31 de julho, no Vale do Capão

    DEIXE SEU COMENTÁRIO

    Seu comentário:
    Nome

    Atenção! Comentários ofensivos, palavras de baixo calão ou que ofendam a conduta, moral e ética profissional serão excluídos. Agradecemos a compreensão.
    - anúncio patrocinado -
    Bistrô na Pousada do Capão
    Anuncie nas nossas redes sociais
    Cozinha Criativa
    Restaurante Candeia

    Veja Também

    - anúncio patrocinado -

    No Vale do Capão

    - anúncio patrocinado -
    - anúncio patrocinado -

    - em destaque -