segunda-feira, 8 agosto, 2022

Dicas de minimização de impactos

ConteúdoVozes do ValeDicas de minimização de impactos

Dicas de minimização de impactos

O Vale do Capão esta cada vez mais se abrindo ao turismo novamente, assim como diversos outros municípios com atrativos turísticos na Chapada Diamantina. Nos últimos feriados já notou-se grande movimentação, lembrando que, é sempre importante o uso da máscara, e o respeito as medidas de distanciamento. Com esse retorno das viagens, é necessário estar sempre alerta, também no que se refere a proteção a natureza, pois o ambiente conseguiu “respirar” com a redução dos impactos antrópicos, impactos a partir do uso humano na natureza.


Então siga as dicas para causar menos impacto na sua visita:


Não esqueça de sempre trazer seus resíduos orgânicos ou secos de volta (não deixe nada para trás), essa é uma chamada que faço, porque fazia um bom tempo que eu não recolhia tantos resíduos nos atrativos e no caminho das trilhas.

Devemos entender que todo resíduo orgânico lançando em áreas de trilha atrai animais, polui (considerando o número de visitantes se todos descartassem esses resíduos) e também existe a possibilidade de lançar algumas sementes que não deveriam de repente germinar nesse ambiente. Com relação ao resíduo seco, sabemos que dependendo do resíduos demora centenas de anos para se decompor.

Resíduos sólidos recolhidos na Trilha do Rio Preto

Protetor solar, outra grande dica. Percebo sempre que as pessoas esquecem este assunto tão importante. Passe-o pelo menos 30 minutos antes de entrar no banho de rio ou cachoeira, se considerarmos que somos muitos e que parte do protetor solar, principalmente o passado pouco tempo antes de entrar na água, sai ao mergulharmos, e que isso acarreta em manchas oleosas na água e liberação de elementos químicos, entenderemos a importância desta dica. E em períodos de seca, essa dica se torna ainda mais valiosa, considerando que se formam alguns poços sem fluxo de água, acumulando muito mais e as vezes criando até odor desagradável.


Proteger a natureza é um dever de todos, pois preservar a vida humana depende disso! Devemos aproveitar esse momento que a natureza conseguiu respirar, e não sufoca-la novamente.

close
Paloma
Paloma
Turismóloga, mestre em desenvolvimento e meio ambiente, é condutora/guia na Chapada Diamantina, faz parte da Associação de condutores de visitantes do vale do Capão (ACV-VC). Amante da natureza desde a adolescência quando escoteira, sempre participou de diversas ações sociais e ambientais.
- anúncio patrocinado -
- anúncio patrocinado -
Morro Branco_banner
Um lugar para estar...
Morro Branco_banner
Um lugar para amar...
Morro Branco_banner
Um lugar para acreditar...

Relacionado

Agência de viagens Bahia Trip leva cliente de 82 anos para o Vale do Pati

Em 1939, ano de nascimento de Francisca, a segunda guerra estava a todo vapor. Ela diz não se recordar muito desse período, mas sua postura e determinação nos lembra muito a de uma combatente disposta a superar desafios e conquistar um território desconhecido.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seu comentário:
Nome

Atenção! Comentários ofensivos, palavras de baixo calão ou que ofendam a conduta, moral e ética profissional serão excluídos. Agradecemos a compreensão.
- anúncio patrocinado -
Bistrô na Pousada do Capão
Anuncie nas nossas redes sociais
Cozinha Criativa
Restaurante Candeia

Veja Também

- anúncio patrocinado -

No Vale do Capão

- anúncio patrocinado -
- anúncio patrocinado -

- em destaque -