quarta-feira, 17 agosto, 2022

Dessa vez a estrutura que transbordava lixo na rua do Gorgulho foi desativada

Mais um Jirau retirado no Vale do Capão

ConteúdoNotíciasMais um Jirau retirado no Vale do Capão

Mais um Jirau retirado no Vale do Capão

Dessa vez a estrutura que transbordava lixo na rua do Gorgulho foi desativada

No último dia 13 de janeiro um grande Jirau que estava localizado na rua do Gorgulho foi retirado por moradores, trabalhadores da atual empresa que realiza a Coleta de Resíduos sólidos no Distrito e o responsável pela Pousada Vila Flor, que encontrava-se em frente ao local onde estava a instalação. O feito ocorreu através da iniciativa e colaboração do vereador Dundum, eleito nas últimas eleições municipais. Dundum já havia manifestado seu ponto de vista em relação a situação dos Jiraus em suas redes sociais, pensando o mesmo que muitos moradores e visitantes do Vale. Certamente, há algo muito errado com o estado em que se encontram os Jiraus do Vale.

Não é de hoje que o sistema de coleta de lixo no Vale do Capão está em colapso, há muito tempo, moradores convivem com uma realidade nada coerente com a proposta de estar em convívio harmonioso com a natureza. Além de não saberem quando exatamente o caminhão passa para recolher os resíduos, o município não possui sistema de coleta seletiva, onde se teria ao menos alguma preocupação com as condições e o destino destes materiais. Esse tema também foi exposto por Melissa Zonzon em seu artigo mais recente (veja aqui) na Coluna Prosa, Mel e Limão, no dia 28 de dezembro de 2020.

Após anos de descaso com a situação do jirau dos Brancos (na verdade com todos os jiraus) moradores da região retiraram a estrutura que acumulava lixo e apresentava risco de proliferação de doenças e era um potencial agente poluente do solo e da água, expondo toda a vizinhança à insalubridade de um sistema de acúmulo de resíduos de forma inadequada de acordo com a notícia divulgada pelo Portal no dia 07 de janeiro. (veja aqui)

A repercussão da retirada do Jirau do Gorgulho tem sido positiva, ao menos é o que se observa acompanhando as redes sociais do vereador que incentivou a ação. As publicações sobre a situação do lixo, na véspera e na retirada do Jirau, são recordes em número de comentários, a grande maioria em apoio à ação.

Há aqueles moradores que questionam a solução incompleta do problema, uma vez que os resíduos são levados ao lixão de Palmeiras, que está longe de ser o local adequado para o fim do passeio destas sacolas, que saem das casas, ficam expostas no jirau por dias ou semanas (Sim! Já ficamos semanas sem coleta…) e atravessam quilômetros do Vale do Capão até Palmeiras, uma vez ou outra caindo pelo caminho, pois o caminhão é aberto e muitas vezes vai sobrecarregado de resíduos.

Segundo o vereador, há uma proposta em análise para que a Coleta de lixo do Vale seja diferente, onde o caminhão passe em diferentes bairros a cada dia e tenha horários fixos. Dando a possibilidade dos moradores entregarem os resíduos diretamente ao mesmo, no momento correto.

Vale ressaltar ainda a importância que a população esteja atenta a alternativas de enviar para o lixão o que não se pode reutilizar ou encaminhar para a reciclagem. O Coletivo Capão tem colaborado bastante com o tema no Vale, realizando as coletas de materiais recicláveis no coreto na última quinta-feira de cada mês, encaminhando este material para o GAP (Grupo Ambientalista de Palmeiras), realizando campanhas como “Reutiliza Comunidade” incentivando moradores a repassarem materiais a serem reutilizados por outros moradores do Vale e informando sempre através de suas redes sociais alternativas sustentáveis para o nosso dia a dia no Vale ou em qualquer lugar!

Esperamos que juntos possamos solucionar esta situação: moradores, ações coletivas e gestão, pois está em um nível insustentável a muito tempo.

close
Clarissa Caballero
Clarissa Caballero
Pedagoga, mãe e Colaboradora do Portal desde a fase de implementação do Projeto, contribui na área de comunicação do site e de outras empresas. Participa e escreve para a Coluna do Coletivo Capão, por acreditar na importância de ações coletivas para o melhor desenvolvimento pessoal e social. Pós graduada em Gestão de Pessoas atua também na área da Educação, onde visa transformar as pequenas ações individuais em movimentos mais abrangentes e efetivos.
- anúncio patrocinado -
- anúncio patrocinado -
Morro Branco_banner
Um lugar para estar...
Morro Branco_banner
Um lugar para amar...
Morro Branco_banner
Um lugar para acreditar...

Relacionado

Chegada de 2022

Mais um ano se inicia e este réveillon foi banhado com festejo no Vale do Capão. O feriado de réveillon foi bem movimentado, tanto nas trilhas como na Vila.

Visitando os produtores do Capão – Sítio Água Viva

Hoje iremos visitar o Sítio Água Viva que é um sítio agroflorestal daqui. Fui fazer uma pequena entrevista com Guillermo Ramos, o dono do Sítio que vai explicar para nós o que é a agrofloresta e quais são os benefícios de uma agricultura agroflorestal.

Eu preciso de Você!

Reflexões pelo Coletivo: "Quem tem Amor que transforme essa realidade que tristemente está sendo construída no Vale do Capão: a naturalização do Lixo...

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seu comentário:
Nome

Atenção! Comentários ofensivos, palavras de baixo calão ou que ofendam a conduta, moral e ética profissional serão excluídos. Agradecemos a compreensão.
- anúncio patrocinado -
Bistrô na Pousada do Capão
Anuncie nas nossas redes sociais
Cozinha Criativa
Restaurante Candeia

Veja Também

- anúncio patrocinado -

No Vale do Capão

- anúncio patrocinado -
- anúncio patrocinado -

- em destaque -