sábado, 2 março, 2024

A ameaça de violência nos atos públicos do Sete de Setembro e os planetas retrógrados

InícioVozes do ValeA ameaça de violência nos atos públicos do Sete de Setembro e...

A ameaça de violência nos atos públicos do Sete de Setembro e os planetas retrógrados

Este Sete de Setembro promete ser uns dos mais tensos desde a ditadura militar de 1964. Há anos acontece nesta data o ato público chamado de “Grito dos Excluídos” e neste ano de 2021 estão previstas duas outras manifestações: de um lado o “Fora Bolsonaro”, convocada pelas forças populares e democráticas que se aliam ao “Grito dos Excluídos”; de outro, uma convocação dos conservadores, dos bolsonaristas, de grupos de milicianos, tendo como algumas das suas palavra de ordem “invasão ao STF”, o “fechamento do Congresso”, a volta do “ governo militar”.

Desenha-se, desta forma, uma eminente possibilidade de conflitos, tumultos e violência. Que aliás é amplamente propagada pelos seguidores dessas correntes conservadoras, na internet e nos meios de comunicação, que levaram nesses últimos dias inclusive à prisão de Roberto Jefferson, a ação da Polícia Federal conta o cantor Sergio Reis, e  a exoneração do comandante da PM de São Paulo, isso tudo trazendo um clima de maior tensão às passeatas convocadas.

E o que dizem os Astros para o dia 07 de setembro?


O sol e   a Lua em virgem pedem aos organizadores sejam bem práticos e cuidadosos, que organizem grupos pela segurança, que sejam prudentes com o local das manifestações e que se empenhem a ter um olhar apurado para os detalhes de segurança. Que todos estejam com o espirito de ajudar e se planejem em  prever todas as possibilidades, inclusive de conflitos. E que e sejam comedidos emocionalmente.

Marte em virgem sugere planejar as ações, mas também potencializa o combate e traz inquietações e tensões. Contudo o Sol, a Lua e Marte fazem oposição, que é um aspecto desarmônico a Netuno, e com isso podem acionar as características deste planeta como a ilusão, a confusão e o caos. Netuno retrógrado acentua a característica da cegueira, impossibilitando uma visão de compaixão e de empatia pelo outros.

Mercúrio e Vênus no signo de Libra tendem a fortalecer o equilíbrio, a diplomacia e a necessidade da beleza e da harmonia, com isso ameniza a possibilidade dos distúrbios. Contudo Mercúrio em aspecto desafiador com o Netuno possibilita pensarmos sem uma lógica racional e sem senso de realidade, inclusive a nos levar a imaginar que não há perigo de confronto, e a acreditar muito na compaixão humana sem uma análise mais real.

Júpiter retrogrado em aquário trás a teimosia nas causas sociais e dentro dos grupos, e Saturno também na condição de retrogrado e no signo de Aquário, a contradição entre as abordagens novas, revolucionarias e as ideias antiquadas e conservadoras.

Urano no signo de touro pede mudanças e transformações nos valores, através de uma via nova e revolucionária, contudo Saturno faz aspecto desarmonioso com Urano, que também está retrogrado, intensifica o conflito entre o antigo e o novo. Netuno pede para olhar com compaixão, e para ajudarmos aos outros, mas também está retrogrado e intensamente colocado frente ao sol, a Lua e Marte, o que, como já descrevi, dificulta e acirra os ânimos.

Plutão em Capricórnio sugere a necessidade de transformar as corporações, o pais e governo, contudo retrógrado também estimula as dificuldades as características do passado que não foram transformadas, como por exemplo, a punição aos golpistas, fazendo-se necessária uma transformação mais profunda na sociedade brasileira.

Quiron na astrologia refere-se às feridas e aos abandonos profundos no signo, e Áries acentua a nossa experiência coma ira, a impaciência e a violência. Momentos de cura, mas olhando de frente para a violência e para a agressividade de todos nós.

Contudo, o olhar para os nódulos lunares nos signos de Sagitário e Gêmeos – onde a camada Cauda do Dragão sugere domesticar o nosso lado animal  quando acuados nas  nossas relações e nos atos públicos  do dia 7 de setembro aqui analisados – levam-nos a refletir sobre nossa vida em sociedade, com seu o pluralismo de ideias, dos  pensamento diferentes e contraditórios de fala e de livre expressão.

Momentos de muita tensão, contudo de grande aprendizado para a convivência com a democracia, a pluralidade de ideias e a necessidade de justiça dentro da sociedade brasileira.


 [W1]

Jorge Seixas
Jorge Seixas
Jorge seixas pratica e vive a Astrologia Esotérica a mais de 25 anos, oriundo dos movimentos sociais e políticos. Vivencia a espiritualidade na linha de Mestre Irineu e Babaji. Morador do Vale do Capão há mais de 15 anos.
- anúncio patrocinado -

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seu comentário:
Nome

- anúncio patrocinado -
- anúncio -
Bistrô na Pousada do Capão
Anuncie nas nossas redes sociais
Cozinha Criativa
Restaurante Candeia

Mais da Coluna

Os Nós da Lua e a alma da humanidade

Em um mapa astrológico existem dois pontos que trazem informações sobre nosso destino. São dois lugares do céu, mais exatamente os pontos a onde a órbita da Lua em torno da terra cruza o trajeto aparente do Sol, chamado de eclíptica.

Astrologia e a comunidade do Vale do Capão

Lendo a bonita matéria do irmão Flavio Fucs no Portal do Vale, sobre o encontro no Rufino da escola e a comunidade, tive a ideia de fazer a minha matéria na sequência da dele, na continuidade.

Veja Também

- anúncio -
- anúncio -
Morro Branco_banner
Um lugar para estar...
Morro Branco_banner
Um lugar para amar...
Morro Branco_banner
Um lugar para acreditar...

- em destaque -