sexta-feira, 30 julho, 2021
17 C
Caeté-Açu

A luz da Lua reflete nosso Karma

InícioVozes do ValeA luz da Lua reflete nosso Karma

A luz da Lua reflete nosso Karma

A luz da Lua reflete nosso Karma

Todos nós temos a Lua em um dos 12 signos do zodíaco. E ao olharmos para ela podemos compreender os nossos resquícios kármicos. O lugar onde estivemos em inúmeras encarnações. Representa, também, nosso padrão emocional por várias encarnações, nossos instintos e a nós mesmos como a nossa forma de sentir. A influência da lua no mapa é muito profunda e pode nos fazer agir de forma irracional e aparentemente sem motivo. Hábitos do passado que hoje tornaram-se reações instintivas.

Apesar de deixarmos de ser o nosso signo lunar, estamos tentando ir além da reação automática da nossa Lua. E, através do nosso signo solar, estamos em busca de evoluir e experimentar algo novo.

O planeta Terra é onde trabalhamos para o equilíbrio emocional. Segundo os Mestres da Astrologia Kármica, é o único lugar em que podemos esconder as emoções que são claramente visíveis através de nosso corpo de luz que atua como veículo para a alma. A Lua absorve e representa muito o elemento onde ela está. Se for Água, puxa-nos para as profundezas das emoções, se for no elemento Fogo pode levar a impulso e à coragem. No signo de Ar pode favorecer à independência e à distância emocional. No elemento Terra pode deixar prática ou emocionalmente controlado. A Lua sugere que precisamos nos nutrir. O alimento lunar que nos nutre hoje ou que buscamos pode ser algo que carecíamos no passado. Por isso no mapa há a indicação de nossas necessidades emocionais, e nos ajuda a regulá-las indicando o que é realmente necessário e deixando de lado o que impede a nossa evolução.

A Lua representa as expectativas que nós desenvolvemos em torno da imagem da mãe, de que precisamos ser cuidados por ela, que mãe tivemos no passado e que tipo de mãe buscamos agora. Aqui está uma chave Kármica para melhor compreensão do papel de nossa mãe nesta encarnação, podendo inclusive compreendermos o tipo de mãe que recebemos nesta encarnação, eliminando a tese de que nós somos reflexo da forma que nossa mãe nos criou, mas sim, que, como filhas e filhos, estamos fazendo os acertos, nesta encarnação, de nossas ações com a maternidade do passado. De nossa relação com a antiga mãe.

A Lua indica a herança familiar, que está perpetuada no DNA da alma e, em meu entendimento, nós teríamos escolhido nossa família precisamente porque estes são temas sobre os quais nossa alma está trabalhando. Logo, a Lua, a Mãe, representa as características da alma que nós trouxemos e escolhemos para trabalhar. Aceitar, compreender e evoluir. Esse é o caminhar. Rejeitar, fugir ou ignorar pode ser uma forma de nos perpetuarmos no Karma, aprisionados enquanto vivemos uma sensação ilusória de libertação.

- anúncio -
Jorge Seixas
Jorge seixas pratica e vive a Astrologia Esotérica a mais de 25 anos, oriundo dos movimentos sociais e políticos. Vivencia a espiritualidade na linha de Mestre Irineu e Babaji. Morador do Vale do Capão há mais de 15 anos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seu comentário:
Nome

- anúncio -

Mais da Coluna

Astrologia, o autoconhecimento e o vento das mudanças

Os escritos astrológicos com seus signos, planetas e temas não são um livro de auto-ajuda que vai te mostrar tudo que você tem a fazer, ou o que não tem. Enquanto astrólogo posso observar através desse conhecimento as tendências na vida, as qualidades individuais, os desafios ao longo do tempo, a forma de agir perante a vida e como se relaciona com o karma e missão.

Júpiter em Peixes

E o planeta júpiter no signo de Peixes pode fazer uma expansão nas qualidade e defeitos do signo de Peixes, favorece a maior momento de compaixão e de generosidade. Uma abertura para a fé, religiosidade ou espiritualidade. Um grande poder de imaginação, momentos de acesso ao poder intuitivo e psíquico.

Os Planetas e os Luminares na visão Kármica e Esotérica – Parte 2

Continuando a visão esotérica dos planetas, agora fazendo uma reflexão sobre os planetas transpessoais ou planetas exteriores. Júpiter age como uma ponte para os planetas exteriores: Saturno, Urano, Netuno e Plutão.

Veja Também

Prefeitura de Palmeiras planeja asfalto e pedágio na Estrada do Capão

A novela da pavimentação da Estrada do Vale do Capão ganhou uma polêmica adicional: é que além do asfaltamento, a Prefeitura de Palmeiras prepara um Projeto de Lei para regulamentar a cobrança de pedágio no trecho de 20km que separa as sedes do município e do distrito de Caeté-Açu.

Você é a favor ou contra?

A questão da estrada, anunciada pelo governador Rui Costa no último dia 3 de julho, é uma discussão antiga na comunidade. Ao contrário do que o jornal Correio da Bahia insinua na sua postagem, não acredito que seja uma simples oposição entre moradores que querem as comodidades de uma estrada e alguns conservadores que temem o aumento da atividade turística.

Mais do Vale

- anúncio -

- em destaque -