quarta-feira, 17 agosto, 2022

Criança Mágica, o encantamento pela vida através do olhar da infância

InícioCulturaCriança Mágica, o encantamento pela vida através do olhar da infância

Criança Mágica, o encantamento pela vida através do olhar da infância

No último 4 de dezembro aconteceu o evento gratuito que reuniu muitas famílias no Anfiteatro da Pousada do Capão. O espetáculo nasceu do projeto pedagógico Luz Diamantina da professora Drica Duarte, natural de Ceará, que tem mais de 26 anos de trajetória  no ensino da dança e desde 2012 desenvolve seu trabalho educacional e artístico em Vale do Capão. Este ano a proposta foi inspirada na infância através da experiência com o  trabalho com o arquétipo da Criança Mágica dentro do conhecimento xamânico que segundo a idealizadora do Projeto é um arquétipo da a confiança e a Inocência, de acreditar que tudo vai a dar certo, que tudo ficará bem.

Foto: Llenia

A história é sobre uma velhinha que está muito conectada com a criança mágica dela, então por isso ela é uma velhinha, muito diferente. Através dos olhos  deste personagem interpretado pela  Artista Carolina Endi vemos passar uma série de relatos dançados com intérpretes de idades variadas, entre eles crianças e adultos que nos convidam a lembrar a pureza e beleza da infância. A necessidade de falar sobre este tema surge  como uma inquietação de Drica diante das dificuldades que as crianças estavam passando no contexto do isolamento.

O trabalho docente de Drica está especificamente focado no bem-estar e na saúde, diferente de um trabalho com foco no alto desempenho na dança clássica.  Porém, o objetivo do projeto artístico foi a busca da  ludicidade  para que as crianças pudessem desenvolver as capacidades físicas e psíquicas através da dança de uma maneira harmoniosa. “As crianças foram muito privadas das atividades, ficaram muito tempo sem poder ir à escola, as atividades foram suspensas e até mesmo as brincadeiras entre elas. Acabou ficando tudo mais reduzido ao convívio de cada família, eu vi as crianças passando por essas dificuldades, então senti que tinha que trazer um tema bem profundo sobre a infância. A criança explora sempre novas possibilidades, ela levanta e cai quantas vezes for necessário, até aprender o caminho certo para ficar em pé ou para andar” conta Drica após a apresentação.

Com uma expressão forte no teatro e na dança, a gente assistiu a um desdobramento de  aproximadamente 40 artistas no palco, entre eles crianças, jovens e adultos que trabalharam distintos estilos como o clown, ballet, dança contemporânea e dança do ventre.  Entre os artistas convidados estiveram presentes a WW. Ulla, Julia Diamantina, Alvaro Sono, Flor Ainá, Julieta Menezes, Jan Macedo, Raquel Minako, Ron Oren, Karin Flores, Josefina Bustillo, Julia Masiero, Patrícia Ferraz.

Em relação ao elenco, Drica comenta: “Fui convidando os artistas que estavam mais próximos no meu campo de ação e que eu sentia que iriam complementar de forma diversificada nosso elenco. Uma das coisas que eu gosto muito é de trazer essa diversidade dos corpos dançantes para que a gente possa ver a dança a partir de muitos olhares, de muitas possibilidades diferentes, pedagogicamente isso para mim e para as crianças é muito rico, porque elas podem observar que a dança se manifesta  muito criativamente e de diversas maneiras, não ficam com olhar limite sobre o que é a dança, então trazer essa amplitude num espetáculo é muito importante”.

O espetáculo foi financiado de forma colaborativa através da campanha pela Plataforma Benfeitoria (https://benfeitoria.com/festival-de-danca-luz-diamantina-rke?ref=benfeitoria-pesquisa-projetos) e também através de recurso pela Lei Aldir Blanc através do edital Palmeiras Cultural lançado pela Prefeitura de Palmeiras. O evento finalizou o ciclo  das atividades do ano letivo de 2021 para recomeçar no início de 2022, provavelmente em fevereiro, com aulas regulares para crianças a partir de 4 anos de idade até adolescentes e adultos no salão de dança da Academia Vale Fitness.

close
Gabriela Witencamps
Gabriela Witencamps
Atriz, professora de teatro e argentina formada pela Escola de Teatro de La Plata, Buenos Aires, onde é assistente na área de Metodologia da Investigação em artes na carreira de Licenciatura em Teatro. Atualmente trabalha como produtora e coordenadora em El Vodevil, programa de rádio de Artes Cênicas na Rádio de La Universidade Nacional de La Plata e também é integrante da equipe editorial de “El Anzuelo, Educación e Investigación en Artes Escénicas”; Jornal digital editado pela Universidade Nacional de La Plata. Moradora do Vale do Capão onde desenvolve seu projeto de pesquisa sobre as danças afro brasileiras através do estudo da Técnica Silvestre.
- anúncio patrocinado -

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seu comentário:
Nome

- anúncio patrocinado -
- anúncio -
Bistrô na Pousada do Capão
Anuncie nas nossas redes sociais
Cozinha Criativa
Restaurante Candeia

Mais da Coluna

Festival Adún

Desde o dia 28 de dezembro até o dia 9 de janeiro o Vale do Capão será sede de um encontro com shows e oficinas que tem como objetivo promover o intercâmbio cultural entre Nigéria e a Chapada Diamantina

Habitar a palavra

Oficina para treinar a palavra falada e seu potencial para o desenvolvimento cotidiano e artístico (palhaços, declamadores, cantores, etc.) no Vale do Capão

6ª Edição do FESTINO

Entrevista com Cris Nishimori, artista do Vale do Capão, apresentando a proposta online do Festival Internacional Diamantino de Circo que acontecerá entre os dias 17 e 21 de março com o apoio da Fundação Cultural do Estado da Bahia por meio da Lei Aldir Blanc

Veja Também

Simba

O cão éo melhor amigo do homem ! Simbao marujode aventuras incontáveis… Parceiro adestradoa plateia o reverenciaextasiada ! Por quem os sinos dobram !Pelo sol que nasce...

Autocuidado

Até recentemente trabalhei no postinho aqui do Vale do Capão. É uma unidade de saúde vinculada ao programa Estratégia Saúde da Família (ESF), do...
- anúncio -
- anúncio -
Morro Branco_banner
Um lugar para estar...
Morro Branco_banner
Um lugar para amar...
Morro Branco_banner
Um lugar para acreditar...

- em destaque -