sábado, 21 maio, 2022
Mais

    O novo ciclo dos Sagitarianos

    InícioVozes do ValeO novo ciclo dos Sagitarianos

    O novo ciclo dos Sagitarianos

    No dia 22 entrou o sol em Sagitário, que pertence ao elemento fogo. Sagitário é o terceiro signo de fogo, conhecido como o incendiário, representa o fogo que se espalha e expande, e se não for controlado pode provocar uma tragédia.

    O centauro que o representa o signo, metade animal e metade humano, aponta suas setas para o infinito. Para o conhecimento, para as buscas da alma, com um olhar ansioso para a evolução humana.

    O signo de Sagitário é o único que contem em sua simbologia, os 3 aspectos básico da natureza humana. O corpo animal, que representa o lado irracional é a sede do impulso e do desejo. A metade humana, onde está a cabeça, sede do pensamento, é o aspecto racional do centauro. E a mão que ele carrega um arco e suas setas apontam para o infinito, buscando o lado divino o seu verdadeiro alvo e objetivo. Está presente também o lado ilusório das buscas do sagitariano, quando fica procurando sempre novas aventuras, eternamente insatisfeito com aquele que já possui.

    Regido por Júpiter o maior planeta representa para astrologia o lado expansivo e aventureiro do sagitariano. Júpiter que fala da sorte, da fé, da espiritualidade e da filosofia traz também muita generosidade nas suas promessas, que nem sempre as cumpre. Exageros e generosidade se entrelaçam nos sagitarianos.

    Sagitarianos são otimistas e exagerados, e com a sua generosidade inspiram os outros nos seus relacionamentos. São aventureiros e buscam conhecer novas experiências.

    De forma negativa reagem infantilmente, egoístas não percebem os outros em sua volta. Agem por conta disso sem compromissos, desleixados com os outros, egoicos privilegia a si mesmo. Podem ser arrogantes e fanfarrões, com incapacidade de estabelecer limites e de desenvolver modéstia e a humildade. Por medo, preocupa-se demais com as aparências das coisas, sendo incapaz de admitir suas fraquezas.

    Os seus pensamentos são rumo ao conhecimento superior na educação e na filosofia. A mente aberta e fortes convicções interiores. Tende a fazer planos grandiosos totalmente descolado da realidade.

    Entusiasmados e cheios de sentimentos que vão ao sagrado que os move, desde de que privilegie sua liberdade. Buscam o tempo todo uma parceria onde se completam e lutam consigo mesmo pela liberdade que os norteia, dentro dessas parcerias. Aqui uma contradição que o aflige.

    Sagitário é um grande pregador e professor, tem a virtude da devoção, a natureza da busca de ideais elevados. Como pregador tenta converter as pessoas, tão certo está do seu entendimento e sabedoria.

    Sagitário tem relação no corpo físico como fígado e os pâncreas, e frequentemente tendem a fraqueza nesses órgãos, por serem super indulgentes. Rege as coxas por isso tendem a ter gosto por andar, correr e viajar pelo mundo.

    Agora isso que naturalmente conhecemos sobre nosso signo está repleto de generalizações. Claro que temos mais complexidades na expressão da nossa forma de ser. Buscar entender uma pessoa pela astrologia requerer algo mais além do signo solar.

    Um mapa natal é construído principalmente a partir de 3 informações básicas e importantes: o signo solar, o ascendente e o signo lunar.  E além disso além, é necessário estudar os aspectos planetários, a composição carmica que apontam reparações, desenvolvimentos e setores da vida e dos objetivos. São muitas as informações para um melhor entendimento de determinada pessoa. Muitas vezes inclusive, subvertendo as qualidade e defeitos do signo solar, ou acentuando e justificando determinadas características. Assim sendo as características naturais do signo sagitariano precisam passar pelo crivo do mapa, depende totalmente de como este signo está colocado dentro do mapa natal.

    Então saúdo, daqui o povo sagitariano que neste momento renasce neste novo ano, o novo ciclo. Sempre estimulados pelo nova busca, do qual se enchem de mais energia e disposição, encaram este novos ciclo de renascimento como momentos sagrados. Bom nascimento aos sagitarianos. Um bom retorno solar.

    close

    Olá! 👋
    Não perca nosso conteúdo!

    Inscreva-se para receber quinzenalmente notícias e artigos do Portal Vale do Capão no seu email.

    Não enviamos spam! Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.

    Jorge Seixas
    Jorge Seixas
    Jorge seixas pratica e vive a Astrologia Esotérica a mais de 25 anos, oriundo dos movimentos sociais e políticos. Vivencia a espiritualidade na linha de Mestre Irineu e Babaji. Morador do Vale do Capão há mais de 15 anos.
    - anúncio patrocinado -

    DEIXE SEU COMENTÁRIO

    Seu comentário:
    Nome

    - anúncio patrocinado -
    - anúncio -
    Bistrô na Pousada do Capão
    Anuncie nas nossas redes sociais
    Cozinha Criativa
    Restaurante Candeia

    Mais da Coluna

    Os Nós da Lua e a alma da humanidade

    Em um mapa astrológico existem dois pontos que trazem informações sobre nosso destino. São dois lugares do céu, mais exatamente os pontos a onde a órbita da Lua em torno da terra cruza o trajeto aparente do Sol, chamado de eclíptica.

    Astrologia e a comunidade do Vale do Capão

    Lendo a bonita matéria do irmão Flavio Fucs no Portal do Vale, sobre o encontro no Rufino da escola e a comunidade, tive a ideia de fazer a minha matéria na sequência da dele, na continuidade.

    Veja Também

    Lançamento de novo álbum “The Sun is Rising” da artista francesa residente na Chapada Diamantina

    Djeliah é uma cantora e compositora cosmopolita inspirada pela música de raiz africana: soul, jazz, reggae, que ela combina com sutis batidas e efeitos eletrônicos. Seu primeiro álbum chamado Beauty, conta a jornada de despertar espiritual dela.

    Conversa com Cau Rios

    - A fonte presente …que fonte tão estranhaque desce pela montanhaAinda que seja noite..? - Que fonte é essaque aos poucos despertaa consciência..? - Tão bela...

    Lançamento do novo álbum do artista catalão Izqui “Caminar y Silbar” 

    “Caminar y Silbar”, é o primeiro projeto musical e teatral de Izqui, onde expressa temas vitais e filosóficos de profunda atualidade. 9 músicas com diferentes géneros populares ‘’ samba, bolero, reggae, seguidilletes, rock’n’roll, bossa’’, cantadas em quatro línguas , português, catalão, espanhol e inglês para contar uma história divertida e leve sobre os novos tempos que estamos vivendo, e como encarar eles.
    - anúncio -
    - anúncio -
    Morro Branco_banner
    Um lugar para estar...
    Morro Branco_banner
    Um lugar para amar...
    Morro Branco_banner
    Um lugar para acreditar...

    - em destaque -