quinta-feira, 30 junho, 2022

Caminho Breve: Ponto de partida rumo à cura e sua integralidade

O caminho do criativo é a revolução essencial, de modo que cada dimensão do viver recebe sua natureza curativa em acordo com a grande harmonia.

InícioVozes do ValeCaminho Breve: Ponto de partida rumo à cura e sua integralidade

Caminho Breve: Ponto de partida rumo à cura e sua integralidade

Definimos cura como o estado de harmonia plenamente fisiológica que emerge, quando a vontade do ser se integra à vontade do cosmos. Para que a cura aconteça é necessária fé e intenção de transformar-se, pois, ela não depende apenas de agentes materiais, mas da dissolução de todo material denso agregado aos nossos corpos, ao longo dos tempos, absorvidos na periferia do campo magnético das nossas experiências (re) encarnatórias, de ter corpos com diferentes níveis de materialidades. A Revolução que o caminho breve propõe, será o sinal de transformação profunda, onde estabelecemos nova ordem no nosso viver, indo além apenas do ato em si, um trabalho intencional que diviniza a vida, instituída por elementos essenciais, construtores de experiências saudáveis e harmoniosas com o logos criativo. Um movimento consciente rumo ao centro da consciência, ao elemento – luz de cada célula,  ao princípio de ordem e beleza universais que a contém.

O caminho breve, traz ritmo ordenado, energia disciplinada, ritualisticamente dentro da ordem e cerimonial em si, um trabalho que nos exige a capacidade de manter um ritual, fundamentado na polarização da mente e do coração na realidade interior, que nos desliga dos limites formais, e mergulhamos na essência para viver em cura, sabendo que a cura, é este ajuste da matéria à realidade interna, a busca do ser interno, que traz as transformações profundas necessárias ao processo curador, oriundo do auto contato e observação. Sua  revolução inspira-se no ser humano em harmonia com o planeta, em coerência com a natureza, em ajuste e penetração da consciência em estados mais elevados do ser. Mecanismo atentamente voltado aos Sistemas naturais, funcionais e quânticos do Corpo em e para além de si, aprofundando o conhecimento de autocura e bem-estar de uma forma integrada. O bem-estar não apenas pela ausência de doenças, mas a possibilidade real de sentir-se bem e saudável. Como você se sente física, mental, emocional e espiritualmente agora?

A cura manifesta-se como ciência, arte, filosofia e religiosidade. Nasce do silêncio, no indivíduo que tendo se esvaziado, se volta então para o alto e se deixa preencher

Nesta etapa da humanidade, onde as indústrias farmacêutica, alimentícia e bélica estão na direção do sistema social comandando a massa, essencialmente a saúde é o nosso maior patrimônio. Sabemos pois, como a sua falta pode afetar sobremaneira nosso pensar, sentir e mover. Se não há saúde,  não há bem estar, e todos os outros níveis do viver são atingidos. O Alimento contaminado, a água metalizada e pesada, os consultórios cheios de conceitos e transtornos. A medicina e a psicologia moderna fixou-se no diagnóstico e tratamento. Enquanto isso, neste momento pandêmico, curadores, terapeutas integrativos e médicos antroposóficos aliam-se à Natureza, buscando o caminho breve das ciências espirituais, onde a existência na forma, deve nos conduzir à essência do logos, energia criativa do espírito! Uma nova outrora forma de viver, maneiras ordenadas, preventivas de autocuidar, autoconsciência e instrução antroposóficas, de frequências espirituais e fisiológicas elevadas, neste jogo de forças que define a vida. O lema da revolução essencial é corpo consciente, integralidade, e setor saúde e cura.

As experiências sensíveis das práticas com as artes, os aromas, a integralidade do ser interno, os sentidos sensoriais, e os elementos da natureza compõe a revolução na trajetória do caminho, podendo mobilizar, modificar e criar via de comunicação e interação entre as dimensões internas e externas da nossa existência, entre a consciência da sutilização, e todo complexo sistema que é o corpo ser humano. Para isso, devemos ter um sentido: o que sou, de que sou composto. Como me movo e o que me faz mover? Essa consciência da existência, é o que nos faz revolucionar o holos, o pensar, sentir e atuar dentro e fora de nós mesmos. Atuamos então, essencialmente ao abordarmos as causas, o núcleo gerador do desconforto, desequilíbrio e mal estar, em vez de, simplesmente rotula-las e tratar dos sintomas, podemos e devemos ajudar o corpo a curar a si mesmo. É uma questão de ajustamento.

Aspiramos sinceramente, caminhar, breve e sutilmente os circuitos das energias e radiações logóicas. Ansiamos através da revolução, à libertação desta forma do viver sem saúde, muitas vezes imposta, estereotipada e rígida adquiridas no decorrer da vida na terra. A revolução essencial manifesta terapêuticas, criando a possibilidade de nos levar para além das nossas limitações materiais. Terapêuticas, atualmente reconhecidas pelo Sistema Único de Saúde como Práticas Integrativas complementares, as PICs, atuantes em todo o mundo. A revolução essencial é: Seu corpo é capaz de se auto curar. Ele precisa de terapêuticas, ferramentas essenciais que lhe ajudem a estabilizar e fortalecer seus sistemas fisiológicos e energéticos,  já que a rotina da vida moderna desestabiliza todo seu sistema funcional e perfeito por natureza. O corpo busca a unidade, pois a unidade subjaz nas várias esferas do ser e existir.

Tratamos da revolução para ter um corpo consciente de si, provido de matéria e energia, ponto de partida rumo à Cura e sua integralidade.

A chave para adentrar o caminho breve é a sutilização, sensibilizar os sentidos para aprender a escutar os corpos e, então, restaurá-los. A revolução deve reunir em torno de si, tudo aquilo que contribui para a Vitalidade, saúde e cura, bem estar do ser integrado. Dádivas da Terra, Corpo, nosso Alimento, nosso medicamento. Revolucione-se. As cores, Os óleos essenciais, as ervas medicinais, as especiarias, os cristais, a argila, o termalismo, o toque, a arte, o yoga, princípios da medicina antroposófica, usados em todo o mundo por milênios para conscientizar o corpo a se curar, são princípios e elementos essenciais da revolução. O caminho breve é um Rito, ordenado, cerimonial, magnetizado nas frequências elevadas dos seus elementos. Terapêuticas que harmonizam os sistemas, equilibrando funções e tensões, no sentido de aumentar a força, restabelecer o ritmo interno e proteção imunológica desse tônus, às nossas ações humanas essenciais deste setor do caminho saúde e cura.

Seres humanos e plantas são à base de carbono. Sobre sutileza, os óleos essenciais são moléculas incrivelmente pequenas de compostos vitais e ativos de folhas, flores, frutos, madeiras, resinas e sementes, facilmente absorvidas pela pele e sangue, penetram na membrana celular. Essencialmente são acessíveis e transferíveis para o corpo e seus sistemas, sobretudo o sistema límbico. Esta condição sensível, nos possibilita perceber e sentir sua atuação em nossas inquietações, dores, limitações, tensões abrindo campo para uma transformação profunda e intercambiada, e com isso desenvolvermos escuta sensível da natureza de si, em si. Ao novo ser humano compete a integração do espírito (quantum) nos níveis do viver humano. À revolução essencial, o despertar não apenas do nosso corpo e sua correlação com a natureza, mas o desabrochar dos seus anseios e poderes de cura mais profundos.

Novas maneiras de fazer ciência com consciência, ou transformar teoria em prática, acessando a instrução das ciências ocultas e difundindo as práticas da informação. O método do caminho breve é antroposófico, é indutivo e possibilita-nos investigar o conhecimento sensível, levando-nos à compreensão do sentido ampliado de todo o sistema corpo, mente e espírito integrados. Práticas, sutis e criativas para o ato de auto cuidar e transformar, já que o somos compostos de matéria, mas também de energia. A Revolução essencial pois, sensibiliza o ser trazendo à tona caminhos, maneiras de cuidar, que facilitem o praticante voltar-se para o autocuidado, despertando o observador  e ampliando os seus sentidos para compreender o todo, além do que és. O curador atua como imã, atraindo correntes celestiais.

Recolhemos os caminhos de uma vida ética artística e humana, de uma postura filosófica que das inquietantes experimentações do nosso século, das derrotas e sucessos do nosso tempo, descobrem e afirmam as possibilidades que  temos através da revolução, para nos reintegrar numa linguagem milenar e coletiva.

close

Olá! 👋
Não perca nosso conteúdo!

Inscreva-se para receber quinzenalmente notícias e artigos do Portal Vale do Capão no seu email.

Não enviamos spam! Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.

Maria Az
Maria Az
Maria Az é Artista, Articulista, Terapeuta Holística residente no Vale do Capão, ocupada com a Saúde e Bem estar do ser humano integral, Corpo Mente e Espírito. Formada em Dança na UFBA, inicia sua trajetória de formação, por diversas técnicas artísticas e terapêuticas, corporais e sinestésicas, como yoga, dança, teatro, circo, artes plásticas, massoterapia, aromaterapia, bambuterapia, cristaloterapia, chakcras, cromoterapia, fitoterapia, genoterapia, termalismo social, retiros, todas elas oriundas das medicinas tradicionais, antroposóficas e naturais, dos saberes práticos e transmissões ancestrais, hoje chamadas de Práticas Integrativas Complementares, das quais sou atuante e ativista. Saudações!
- anúncio patrocinado -

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seu comentário:
Nome

- anúncio patrocinado -
- anúncio -
Bistrô na Pousada do Capão
Anuncie nas nossas redes sociais
Cozinha Criativa
Restaurante Candeia

Mais da Coluna

Por Dentro do Corpo: Mais Puro e Mais Amplo

Forte como nunca, estará sua união com a Vida Interior, nada mais tendo o que buscar. Ao permanecer neste estado, conhecerás o verdadeiro serviço, o serviço da alma, que não sendo fruto de impulsos pessoais, será mais puro e mais amplo.

Veja Também

- anúncio -
- anúncio -
Morro Branco_banner
Um lugar para estar...
Morro Branco_banner
Um lugar para amar...
Morro Branco_banner
Um lugar para acreditar...

- em destaque -