terça-feira, 27 fevereiro, 2024

Um ano para o amor

InícioVozes do ValeUm ano para o amor

Um ano para o amor

Já o ano se vai. Já bilhões de pessoas jubilosas saúdam o novo ano e nele põem suas esperanças de que tudo vai estar melhor.

Tudo tem estado melhor, noto, em que pesem as pandemias, o aumento absurdo de eventos climáticos extremos, a violência urbana, a nossa incompetência em estabelecer relações igualitárias com os demais seres humanos… Muitas coisas têm pesado nos últimos tempos.

Como sempre, estou cheio de esperança. Tenho essa tendência, para mim inevitável, de ter esperança. Aliás, apesar de estar informado das coisas que estão acontecendo, mantenho uma fé inabalável na humanidade. Não sou cego. Sei que estamos correndo riscos graves por nossas atitudes desrespeitosas (para dizer o mínimo) para com as outras pessoas, a natureza interna e externa. Sim, amigos, estamos bordejando o desastre.

Desta vez não é um império que arrisca cair. Não é um povo que pode desaparecer. Não é uma empresa que encontrou a falência ou a bolsa quebrou. Agora a ameaça é global, tal como a globalização. E ainda seguimos meio cegos, habitando uma névoa de fantasia quanto ao nosso poder de seguir adiante sem reavaliar caminhos.

Mas mesmo assim, mesmo sabendo dessas coisas, digo pra vocês de coração que sigo acreditando que conseguiremos.

Acredito que vamos passar por bastante sofrimento, até aprender, mais ainda, até compreender e ainda mais até viver a mudança necessária.

Acredito que seria mais fácil se apenas soubéssemos amar com o coração limpo.

Acredito, aliás sei, que muitos estão tentando abrir-se para o amor como farol para a caminhada. Eu estou tentando, quiçá por isso acredito.

Ocorre-me de repente que mais do que acredito, eu sei que algo está se fraguando no ventre da Terra, no íntimo da humanidade e que seja pelo amor ou pela dor, vai acontecer!

Nesse novo ano será? Quem sabe? Não creio que seja, mas sempre está aberta a possibilidade de ser. Mas sempre podemos, cada um de nós, dedicar o próximo ano a desenvolver cada vez mais em nós a nossa capacidade (habilidade, fluidez) para amar. Um ano para o Amor!

Recebam o meu amor!

Áureo Augusto
Áureo Augusto
(Foto de Mariane Riani) AUREO AUGUSTO Caribé de Azevedo, soteropolitano, nascido em jan/1953, é médico, artista plástico e escritor. Escreve e dá cursos e palestras sobre medicina, história, filosofia, autoconhecimento, política, crônicas, contos e poemas. Reside e trabalha no Vale do Capão, Palmeiras-Ba, onde atua em clínica particular. Na Unidade de Saúde da Família local viveu a que considera sua mais bela experiência profissional, em um trabalho com atividades educativas, psicossomática, terapêuticas naturais, com foco na saúde e na felicidade. • Título de cidadão benemérito de Palmeiras concedido pela Câmara de Vereadores (Resolução n° 41 de 26/9/97). • Homenageado como Pioneiro nas Práticas Integrativas e Complementares no I Encontro Nordestino de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (UNIVASF, UFBa, UNEB, UFRN, UPE, UFPE, UFPB, UFCe, FA-SA), Juazeiro-Ba, 2 de junho de 2013. • Comendador da Ordem do Mérito Médico do Brasil, concedido pelo Ministério da Saúde (2017).
- anúncio patrocinado -

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seu comentário:
Nome

- anúncio patrocinado -
- anúncio -
Bistrô na Pousada do Capão
Anuncie nas nossas redes sociais
Cozinha Criativa
Restaurante Candeia

Mais da Coluna

Uma terrível doença

Recentemente aqui no Vale do Capão aconteceu um fato chocante: atearam fogo num ônibus escolar.  Diversos moradores me procuraram para conversar, ou, dito melhor,...

Veja Também

Reunião – Festival CAPÃO IN BLUES

A produção do Festival "CAPÃO IN BLUES" convoca a comunidade para apresentar o projeto que terá sua primeira edição este ano. Vai acontecer o Festival CAPÃO IN BLUES! No dia 05/02, próxima segunda-feira às 19h no salão do Posto de saúde, apareça.
- anúncio -
- anúncio -
Morro Branco_banner
Um lugar para estar...
Morro Branco_banner
Um lugar para amar...
Morro Branco_banner
Um lugar para acreditar...

- em destaque -