quinta-feira, 30 junho, 2022

Melissa Zonzon

Melissa Zonzon

Formada em Antropologia, mestre em Gestão Social pela faculdade de Administração-UFBA. Frequentadora do Vale do Capão desde 1992. Residente desde 2012. Trabalha com gestão de projetos culturais e socioambientais no Território da Chapada Diamantina desde 2012. Fundadora da associação Colmeia, sócia diretora da Araçá Cultura e Meio Ambiente.

Você é a favor ou contra?

A questão da estrada, anunciada pelo governador Rui Costa no último dia 3 de julho, é uma discussão antiga na comunidade. Ao contrário do que o jornal Correio da Bahia insinua na sua postagem, não acredito que seja uma simples oposição entre moradores que querem as comodidades de uma estrada e alguns conservadores que temem o aumento da atividade turística.

São João no Capão

O Vale do Capão sempre foi conhecido por suas belezas naturais e seu povo acolhedor. A comunidade sempre foi destino certo para quem quer fugir da cidade e encontrar um lugar de tranquilidade e conexão com a natureza

O Misterioso Sumiço dos Jiraus do Vale do Capão!

Se você não mora no Capão talvez eu precise explicar o que é jirau. Trata-se de estruturas de madeira, ou em alguns casos de alvenaria, onde o lixo é armazenado a uma certa altura do chão, enquanto não é recolhido pelo caminhão da prefeitura para levá-lo ao seu destino final, o lixão de Palmeiras.

O que seria do Vale do Capão sem os movimentos coletivos?

O que seria daqui sem as atividades artísticas? Onde você levaria seu filho(a) se não tivesse o Circo, as escolas infantis? O que os hóspedes da sua pousada fariam no sábado à noite na vila se não tivessem os artistas de rua e músicos?

Abrir ou Não abrir, Eis a questão!

Em agosto de 2020, em reunião com a comunidade do Vale do Capão, o secretário de saúde de Palmeiras anunciava que pretendia realizar a reabertura para visitação na segunda quinzena do mês seguinte, setembro.

Esse ano não vai ter Cariru!

Mês de setembro sempre foi aguardado aqui no Vale do Capão, aliás, acho que em toda Bahia. Setembro é mês de Cosme Damião ou dos Ibejis, e como manda a tradição, Carurus são ofertados aos familiares, amigos e vizinhos.

A Flora do Vale do Capão

Talvez vocês já tenham percebido que os textos dessa coluna falam do Capão para falar do mundo. As questões e temáticas trazidas não são particularidades desta comunidade

Aqui não é um Vale Encantado

Essa semana o país parou diante do caso de abuso sexual de uma criança de 10 anos pelo próprio tio, que resultou em uma gravidez. Essa frase é tão chocante que tive que reescrevê-la cinco vezes e ainda não acho que consiga transcrever a gravidade que carrega

A vida no campo tem outro tempo…

A vida no campo tem outro tempo e precisamos enxergar nosso papel na manutenção desse espaço e tempo próprios para que continue sendo uma alternativa à vida na cidade e não uma nova cidade.

Economia solidária: caminhos da teoria para a prática

“Ok, concordamos que é necessário pensar uma vida mais sustentável e solidária, mas como isso se dá na prática? ” Após os dois primeiros textos, alguns leitores questionaram: “ok, concordamos que é necessário pensar uma vida...

Economia Solidária: Um caminho para o “novo normal”?

esde o início da Pandemia e toda crise gerada por ela, ouço muitas pessoas dizerem que neste cenário as desigualdades sociais foram escancaradas, que o momento exige posicionamento e ação. Solidariedade seria a palavra do momento.